segunda-feira, 18 de março de 2013

Karine em: Obra x Glamour

  
Bom, este final de semana eu tive duas experiências quanto ao planejamento do nosso casamento.
Na primeira estive conversando com o Fabrício, que é o CARA que entende tudo de ornamentação de casamento, Buffet, flores e sua esposa Andréia que também me deixou Super empolgada quanto a Festa, salão, ornamentação. Foi uma conversa descontraída e muito legal! Já pude me imaginar de noiva gente. Ai que TUDO!!! rsrs
O Max participou da conversa também (mas é claro que a noiva é o centro das atenções, né? rs) mas ele não é menos importante por isso, mas deixa que do Glamour cuido eu ;)
Logo após esse bate papo, fui para minha segunda experiência. Fomos correndo lá no 204 esperar o Pedreiro que começa esta semana com mais Quebra-Quebra em nosso apê! (O 204 tá que é pura poeira, meu Deus).
Então fomos eu, Max, meu sogro Toninho e o pedreiro.
Bom, eu faço Ciência da Computação e estou acostumada com alguns termos diferentes, códigos, Linguagem de Programação, mas vou falar pra vocês, ô linguagem complicada é essa de pedreiro: “vai deixar sem a boneca mesmo ou vai construir a boneca de novo?” “Aí na pia a gente coloca um joelho de 40” “Cano de 100?” Cano tem Joelho, Pia tem sanfona, parede que chama boneca?! (fiquei lá, só ouvindo e panguando).
Então ficamos mais de uma hora e meia lá analisando o encanamento, anotando os materiais, até que chegamos a linguagem que eu entendo (e gosto muito) “Qual cor você quer do piso, Karine?” “A Pedra aqui está ok?” “A altura da Pia está boa assim?” “Este Azulejo mesmo ou vamos trocar?” UFFA! Aí eu dizia “sim, ok, está bom” e tudo certo!
Agora é hora de o meu noivo descansar um pouco os braços e deixar por conta do pedreiro. (Que beleza heim Max?)
E eu, continuo aguardando cheia de expectativas como vai ficar o 204 e como ficarei de noiva! :)
 

sexta-feira, 15 de março de 2013

Quebra Quebra

Sexta-feira, dia 15 de março de 2013. Um dia bom pra tirar uma folguinha, hein. E não é que o chefe deu!? Mas pra quem tá em reforma não tem folga, não. Acordar cedinho, marreta na mochila e bora pra obra. Essa é a programação de quem quer reformar (quem tá nessa sabe que não tem descanso).
Mais uma vez foi poeira e entulho pra todo lado e, depois de muito barulho e muitas marretadas, tá lá a porta do banheiro da suite (se alguém me contasse que eu fiz aquilo, eu mesmo não acreditaria).
É isso aí, gente. Por enquanto estamos só na fase do quebra quebra. Levanta uma parede aqui, abre uma porta naquela outra ali, tira uma janela e tal... Mas já já vai chegar a hora de trocar o piso, pintar e decorar.
To pensando em colocar algumas fotos da reforma aqui...

terça-feira, 12 de março de 2013

Desafio para Arquitetos


Nos Estados Unidos, a Ilha de Manhattan, em Nova York, tem fama de ser o lugar em que se paga caro para morar. E é natural- porque na falta de espaço, o preço do metro quadrado sobe (Max sabe bem o que é isso). Mas a Prefeitura de lá decidiu desafiar os arquitetos a encontrar soluções para este problema. (por aqui já encontramos).
Já imaginou viver em um apartamento praticamente do tamanho de uma garagem? (também não chega a tanto).
A Ilha de Manhattan tem um dos metros quadrados mais caros do mundo. O aluguel de um conjugado chega a R$ 3 mil. (Vamos alugar nosso apê e pedir demissão rsrsrs)
Por isso o prefeito lançou um desafio aos arquitetos: construir unidades confortáveis de até 34 metros quadrados e que possam ser alugadas a preço  baixo no mercado.
A criatividade é a chave para aproveitar um espaço tão pequeno quanto um de 30 metros quadrados.
Mobílias, como uma mesinha que esconde vários banquinhos para as visitas. Outra ideia: a cadeira vira uma escada. A cozinha pequena, mas é completa, e a mesa  para fazer refeições está escondida embaixo do fogão elétrico.
 
Fonte:http://www.ademi.org.br/article.php3?id_article=52240
 

sábado, 9 de março de 2013

#EntraNaObraSenhor

Bom, as pessoas que nos conhecem e principalmente os que leem esse blogue sabem que estamos em obra. Quebra daqui, levanta dali, tira de um lado, coloca do outro... e isso dá um trabalhão. Tem muitas pessoas envolvidas nisso (física, psicológica, emocional e espiritualmente).

Mas o pior tipo de envolvimento é aquele que tenta atrapalhar o trabalho dos outros. Isso mesmo, pessoas que tentam minar os sonhos e destruir a alegria de outras.

Para nossa decepção, nossa obra de expansão da área de serviço no que era uma área de ventilação foi embargada por conta de uma denúncia anônima feita na Prefeitura (vide post Espaço Comum).

Pra regularizar, vamos precisar de um projeto de um arquiteto, registrar na Prefeitura Municipal de Volta Redonda e ter a autorização da mesma (até pensei em contratar o Niemeyer, mas...)

De uma coisa tenho certeza: nada vai atrapalhar os nossos sonhos de se realizarem! Pode até ser que tenhamos que adiar algumas coisas, mas no momento certo elas se tornam realidade.

Nossa oração é Entra Na Obra Senhor!